Medições de pH de acordo com a USP 791
Editorial de Aplicação
White Paper
Dicas e Truques

Medições de pH de acordo com a USP 791

Editorial de Aplicação
White Paper
Dicas e Truques

Como seguir a norma USP 791 para medições de pH

USP 791
USP 791

Este artigo fornece uma descrição detalhada dos requisitos da norma USP 791 para medição de pH. Contém também orientações sobre as especificações de instrumentos e uso, bem como dicas e truques sobre como cumprir as especificações da norma de maneira clara, fácil e definida. Além disso, este informativo fornece orientações sobre práticas recomendadas para a medição de pH (aspectos não abordados na USP 791) para aprimorar a precisão, repetitividade e os resultados de confiabilidade. Os tópicos "Cuidados e descarte de tampão", "Prática de medição de pH", "Manutenção e armazenamento de eletrodos", "Limpeza de eletrodos" e "Recuperação e vida útil dos eletrodos" foram revistos.

1. Requisitos e procedimento

2. Desafios e como superá-los

3. Como posso ter certeza de que meu equipamento está sempre pronto para medir?

4. Conclusão

Saiba como seguir a USP 791 de maneira fácil e definida.

Realize sua próxima medição de pH de acordo com a USP <791>

1. Requisitos e procedimento

A USP <791> descreve os requisitos do sistema de medição de pH, incluindo o eletrodo e o medidor de pH. Esses requisitos têm implicações sobre os padrões de calibração e verificação utilizados. Várias considerações são discutidas nesta seção.

  • Calibração do sensor

A calibração do sensor é indispensável para uma análise de pH confiável e, portanto, é essencial para garantir a confiabilidade e a qualidade dos produtos fabricados. Ela poderia ser definida como determinar a diferença entre o que deve ser medido e o que o sensor realmente mede.

Essa calibração é realizada ao submergir o sensor nos tampões de calibração do valor de pH conhecido. A USP <791> declara que, no mínimo, dois tampões de calibração devem ser utilizados para essa calibração, sendo que a diferença entre cada um não deve exceder quatro unidades de pH. Além disso, o valor de pH esperado das amostras a serem medidas deve ficar na faixa de calibração dos tampões utilizados. Por exemplo, se for esperado que uma amostra tenha um pH de 7,45, a calibração deve incluir buffers de pH de 7 a 10,01 (ou similar).

Após essa calibração, o slope do eletrodo é ajustado e o desvio do slope de calibração é calculado para compensar quaisquer desvios dos valores teóricos. Isso é calculado diretamente pelo instrumento. Em medições de pH, normalmente, o termo “calibração” do sensor é utilizado para ambas as etapas: calibração seguida de ajuste.

[…]

  • Verificação do sensor
  • Cálculo do medidor
  • Considerações especiais: Precisão da medição da temperatura

 

2. Desafios e como superá-los

Os medidores de pH, sensores e as soluções-tampão da METTLER TOLEDO ajudam a garantir a conformidade com os requisitos da USP <791> com alta precisão, tornando o processo rápido e simples.

Durante a verificação, podem ocorrer erros ao consultar manualmente as tabelas de temperatura para ajustar o critério de aprovação/desaprovação. Com os medidores SevenExcellence™, as tabelas podem ser programadas na memória do instrumento para evitar a introdução de possíveis erros. O medidor consulta automaticamente essas tabelas, compara os resultados e indica se a amostra cumpre as especificações ou não. Isso é alcançado através de um método de fluxo de trabalho, que é uma sequência das etapas de análise com parâmetros predefinidos. Esses métodos de fluxo de trabalho guiam o usuário passo a passo sobre como proceder com o instrumento e garantem que os usuários estejam seguindo o procedimento de operação padrão (POP) adequado.

[…]

3. Como posso ter certeza de que meu equipamento está sempre pronto para medir?

Diferentes práticas de medição e manutenção, não abordadas na norma USP 791, são essenciais para garantir a confiabilidade e qualidade das medições de pH:

  • Cuidado e descarte da solução

A qualidade das soluções de calibração são garantidas apenas antes que a data de vencimento seja atingida e antes de abrir o frasco. Após essas dicas, passar na calibração e verificação do sensor se torna muito mais simples, e ainda otimiza o uso após a abertura e garante a conformidade com a norma:

  1. Como os tampões têm data de vencimento, eles não devem ser pedidos em massa.
  2. Os frascos devem ser bem vedados e armazenados em temperatura ambiente.
  3. Os frascos devem ser fechados imediatamente após o uso para evitar contaminações.
  4. O eletrodo nunca deve ser calibrado diretamente para dentro do frasco.
  5. Os tampões de calibração esvaziados nunca devem ser reutilizados e o volume da solução retirado para calibração nunca deve ser reinserido no frasco original.
  6. Quando possível, considere o uso de sachês de tampão de uso único.

 

  • Prática de medição de pH
  • Manutenção e armazenamento de eletrodos
  • Limpeza de eletrodos
  • Recuperação e vida útil dos eletrodos

4. Conclusões

É necessária a conformidade com a norma USP <791> para muitas aplicações relacionadas à indústria farmacêutica. Enquanto seu procedimento é bem direto, o risco potencial de causar erros durante cada etapa poderia levar a resultados imprecisos ou auditorias reprovadas. Portanto, deve-se ter cuidado.

[…]

Conecte o InMotion ao SevenExcellence para calibração e medição automatizadas de pH

Conecte o InMotion ao SevenExcellence para calibração e medição automatizadas de pH
Thank you for visiting www.mt.com. We have tried to optimize your experience while on the site, but we noticed that you are using an older version of a web browser. We would like to let you know that some features on the site may not be available or may not work as nicely as they would on a newer browser version. If you would like to take full advantage of the site, please update your web browser to help improve your experience while browsing www.mt.com.