Extração líquido-líquido e cristalização | Webinar gratuito
Webinar Sob Demanda

Extração líquido-líquido

Webinar Sob Demanda

Desenvolvimento e monitoramento de processo de cristalização exibindo extração líquido-líquido

Extração líquido-líquido e cristalização
Extração líquido-líquido e cristalização

A extração líquido-líquido (ELL), também chamada de extração por solvente ou partição, costuma ser encontrada durante o desenvolvimento de um ingrediente farmacêutico ativo (IFA). Esse fenômeno é caracterizado pela formação de uma fase dispersa (gotículas ricas em soluto) e uma fase contínua (pobre em soluto) de uma única fase líquida inicial.  A extração líquido-líquido (ELL) pode ter efeitos significantes sobre a pureza de cristais.

Esta apresentação descreve uma estratégia utilizada para projetar e desenvolver processos de cristalização robustos e escalonáveis que evitam a extração líquido-líquido (ELL) ou extração por solvente. 

Moussa Boukerche - Eli Lilly
40 minutos
English

Abordagens experimentais e de modelagem são apresentadas para um ingrediente farmacêutico ativo (IFA) intermediário e final exibindo extração líquido-líquido (ELL). Este webinar se concentra especificamente em exemplos nos quais a extração líquido-líquido (ELL) ocorra em um sistema ternário (soluto/solvente/antissolvente). O solvente e o antissolvente são totalmente miscíveis no diagrama de fase P,T, mas a presença do soluto força uma decomposição espinodal que inibe/retarda a formação de cristais.  Um desenvolvimento termodinâmico e cinético é proposto para explicar por que:

  1. As fases rica e pobre têm a mesma supersaturação (ou seja, mesmo potencial químico/energia livre de Gibbs) quando a extração líquido-líquido (ELL) ocorre
  2. O nível de supersaturação em cada fase individual deve, em tese, ser semelhante (ou inferior) à supersaturação da fase única original (ou seja, antes da partição)
  3. As gotículas de óleo, de preferência, devem se cristalizar

Conclusões

  • A tendência do índice relativo de retrodifusão (RBI) de PVM é semelhante à de FBRM
  • PVM com RBI é a ferramenta mais adequada para uma molécula que exiba extração líquido-líquido (ELL)
  • Compostos propensos a extração líquido-líquido (ELL) podem ser cristalizados com separação usando a mesma abordagem aplicada a uma molécula típica
  • A supersaturação na fase dispersa é semelhante à supersaturação na fase única
  • A nucleação deve ocorrer primeiro no óleo

Perspectivas sobre o sistema de extração líquido-líquido (ELL):  potencial de engenharia de partículas

  • Podemos aproveitar o comportamento natural para projetar um processo de cristalização esférica para permitir benefícios aprimorados em termos de processabilidade (taxa de filtragem), propriedades físicas (fluibilidade, volume e densidade de colisão)
  • Cristais esféricos: rumo ao volume universal
  • Não há necessidade de usar surfactante (processo de emulsão típico) ou mistura de solvente/antissolvente/aglutinante imiscível para aglomeração esférica
  • É possível usar moagem úmida para controle de distribuição do tamanho das gotículas
  • Desencadear a nucleação nas gotículas com sonicação
  • Pode ser um processo contínuo
  • Zona de nucleação secundária versus zona de extração líquido-líquido (ELL) é crucial para controle de cristalização esférica (ou seja, para obter apenas gotículas cristalizadas)
Extração líquido-líquido
Dr. Moussa Boukerche

Apresentador convidado

Como Engenheiro-Consultor Sênior da Eli Lilly, Moussa Boukerche é responsável pelo design e desenvolvimento de processos de cristalização na fabricação de IFAs.  Antes da Eli Lilly, Moussa trabalhou no ramo de cristalização industrial para diversas empresas, como SANOFI (França), Pfizer (Reino Unido) e Aughinish Alumina (Irlanda).

Thank you for visiting www.mt.com. We have tried to optimize your experience while on the site, but we noticed that you are using an older version of a web browser. We would like to let you know that some features on the site may not be available or may not work as nicely as they would on a newer browser version. If you would like to take full advantage of the site, please update your web browser to help improve your experience while browsing www.mt.com.