Confiança Inigualável no Monitoramento de Dióxido de Carbono - METTLER TOLEDO

Confiança Inigualável no Monitoramento de Dióxido de Carbono

Para os consumidores, a sensação na boca e a espuma da cerveja são tão importantes quanto o seu sabor. Monitorar e controlar as concentrações de dióxido de carbono dissolvido ajuda a garantir que o consumidor experimente a visão e efervescência de seus produtos, da sua maneira. Consequentemente, as aplicações típicas para sistemas de medição de CO2 em linha nas cervejarias incluem o controle de carbonatação e medições em linhas de enchimento.

Princípios de medição do CO2
O mercado de sistemas de medição de CO2 em linha é dominado pelos sensores baseados em dois princípios de medição: pressão/temperatura (p/T), e condutividade térmica (CT). Esses princípios estão bem estabelecidos na indústria cervejeira e são recomendados pelos comitês internacionais para padronização das análises de bebidas. Os sensores p/T fornecem medições precisas, porém contém peças móveis para retirada/retorno da amostra e expansão da câmara, que exigem serviços regulares.

As vantagens da medição de condutividade térmica
A principal vantagem dos sensores CT é a prevenção completa de partes móveis. O nível de pressão de CO2 parcial é obtido usando um chip de medição CT, que determina a condutividade térmica do CO2 presente na câmara dentro do sensor.

Solução para problemas de gás de purga e membrana
Tão bom quanto os sensores de CO2 baseados em CT, seus desempenhos dependem de dois aspectos principais: a confiabilidade do fornecimento de purga de ar necessário para a operação, e a integridade da membrana permeável de CO2 que separa o chip CT da cerveja. Uma queda no fornecimento de gás de purga ou a deterioração da membrana, resultam em medições de CO2 imprecisas. Os operadores, geralmente, não estarão aptos a distinguir entre uma mudança atual na concentração de CO2 dissolvido na cerveja e um problema com o sistema de medição de CO2, podendo ajustar erroneamente a dose de CO2. Isso compromete a eficiência da instalação e pode causar um impacto na qualidade da cerveja. Além disso, se a membrana falhar e o líquido entrar em contato com chip CT, será necessário realizar uma cara manutenção. O novo sensor InPro 5500i da METTLER TOLEDO resolveu esses problemas.

Gerenciamento Inteligente do Sensor
O sensor CO2 dissolvido InPro 5500i possui a tecnologia de Gerenciamento Inteligente do Sensor (ISM) da METTLER TOLEDO. O conceito do ISM simplifica o manuseio, aumenta a confiabilidade e reduz os custos com o clico de vida do sensor. O ISM possui ferramentas de diagnósticos preditivos, que monitoram constantemente a condição do sensor. No InPro 5500i, essas ferramentas fornecem um alarme imediato com a queda do fornecimento de gás de purga ou da integridade da membrana. Isso significa que a ação corretiva pode ser feita antes que a situação sofra maior deterioração. Se a falha não for retificada rapidamente, o elemento do sensor CT desligará para se proteger de danos.

Operação fácil e maior tempo de processo
Com o sensor InPro 5500i, a única combinação de um princípio de medição aceito pela indústria e o conceito ISM levam a benefícios substanciais, considerando a operação simples e o tempo de processo.

Thank you for visiting www.mt.com. We have tried to optimize your experience while on the site, but we noticed that you are using an older version of a web browser. We would like to let you know that some features on the site may not be available or may not work as nicely as they would on a newer browser version. If you would like to take full advantage of the site, please update your web browser to help improve your experience while browsing www.mt.com.