Pipetagem Precisa para Refinar o Sabor do Vinho - METTLER TOLEDO

Pipetagem Precisa para Refinar o Sabor do Vinho

Pipetagem Precisa para Refinar o Sabor do Vinho
Pipetagem Precisa para Refinar o Sabor do Vinho

Pesquisadores de um produtor e distribuidor conhecido do norte da Califórnia estão testando o desempenho de preparações de enzimas comerciais que poderiam ajudar a diminuir os custos dos ciclos de fermentação ou aumentar qualidades favoráveis no produto final. Por exemplo, as pectinases quebram a parede celular de plantas, como uvas, e permitem que mais moléculas de suco e cor sejam liberadas durante a maceração das frutas. Durante a pipetagem dessas enzimas, a equipe de P&D usa pipetas Rainin para obter maior precisão e repetibilidade.

Dosificação de aromas

Durante o desenvolvimento do produto, os químicos dos aromas usam pipetas Rainin para dosificar as moléculas aromatizantes na criação de vinhos ou destilados. Além disso, eles usam sínteses orgânicas para criar moléculas que proporcionam a essência de aromas desejáveis (pense em "mirtilos" ou "uísque envelhecido"). Para dosificar moléculas de aroma na criação de seus produtos, eles primeiramente escolhem um vinho ou destilado da produção em larga escala e dosificam componentes que terão um grande efeito no perfil de aroma da bebida. Posteriormente, eles modulam a concentração de moléculas como terpenoides, norisoprenoides e moléculas fenólicas, para fabricar uma bateria de protótipos do produto que terão seus sabores testados. Dependendo da palatabilidade dos protótipos individuais, uma decisão é tomada sobre quais produtos devem entrar em produção.

Embora a adição de moléculas de aroma durante o desenvolvimento do protótipo seja necessária, muitas vinícolas não adicionam componentes de aroma a seus produtos. Em vez disso, ao variar as condições de fermentação, a concentração correta de moléculas de aroma será criada durante a produção. Então, os químicos de aromas comunicam os perfis químicos do aroma ao grupo de controle de qualidade na vinícola ou destilaria, para que possam determinar as concentrações corretas.

A precisão é vital

As pipetas Rainin são usadas para dosificar moléculas no vinho em concentrações finais variando de partes-por-mil a partes-por-trilhão. Comparadas às seringas de vidro usadas no passado, as pipetas Rainin tornam o manuseio de líquidos muito mais fácil e rápido e são essenciais para alcançar uma precisão muito maior. Em um caso, um químico relatou ter usado uma linha de pipetas desde um alto volume de 10 mL até um baixo volume de 20 μL. Ele acredita que a mudança para as pipetas Rainin melhorou enormemente a precisão, a repetibilidade e, acima de tudo, a eficiência, permitindo que se concentrem no que é importante – criar ótimos vinhos californianos.

Thank you for visiting www.mt.com. We have tried to optimize your experience while on the site, but we noticed that you are using an older version of a web browser. We would like to let you know that some features on the site may not be available or may not work as nicely as they would on a newer browser version. If you would like to take full advantage of the site, please update your web browser to help improve your experience while browsing www.mt.com.